Mamãe merece

Existe uma verdade universal, que quem tem filhos sabe como funciona, e quem não tem, não entende muito bem: a partir do momento que a gente descobre que está grávida, a gente pensa primeiro neles, inclusive  na hora das compras.

Desde que me descobri gestante, quero comprar tudo pro João Otávio e quase nada pra mim. Claro, existe cada coisa de bebê linda de morrer, eles precisam de muito mais coisa do que a gente e, além do mais, não vale a pena investir muito em roupa, afinal quase nada fica bom e a gente acaba nem aproveitando as roupas de grávida por muito tempo. Ok! Desculpas a parte, o que a gente quer mesmo é encher nossos babies de mimos, ficamos imaginando como ficarão em cada roupinha e nosso coração de enche de amor a cada nova compra. É uma delícia!

30.04-Newsletter-Compras-Grávida-quer-ser-paparicada

Acontece que, de vez em quando, a gente precisa se lembrar de presentear a nós mesmas, afinal nós merecemos – e como merecemos. Infelizmente, temos o péssimo hábito de esperar mimos, agrados e carinhos vindos dos outros, e nos esquecemos de fazer por nós mesmas. Amamos dengos pros bacurizinhos vindouros, mas – ora seja! – também queremos presentes. Tudo bem, as roupas não ficam lá uma maravilha, mas a gente também precisa né?

Tudo isso para dizer o seguinte: hoje acordei chateada, mais do que ontem – deve ser a mistura dos hormônios, calor, cansaço e saudade do namorido em casa. E, mesmo sem a menor disposição, precisava ir às compras de natal para irmãos, cunhado, namorado, afilhado. Mas e eu? Tenho comprado presentes pra todo mundo, e eu me deixei de lado! Resolvi então me presentear pelo Natal. E também pela gravidez. E também pelos próximos meses e por tudo de novo que está por vir.  Durante uns dois segundos, quase me senti culpada, afinal eu poderia estar comprando pro Jota, mas a sensação passou bem rápido. Afinal, umas comprinhas me fizeram muito bem, meu humor melhorou bastante, e se faz bem para a mamãe, faz bem para o bebê.

lui-mammy-e1336493310995

 

Escrevi tudo isso para dizer que, ainda que recebamos toda a atenção do mundo dos outros, precisamos, de vez em quando, prestar atenção no que a gente quer. Como disse antes, precisamos de carinho da gente mesma. De vez em quando, não custa comprar um uma lembrancinha para a nova mamãe do pedaço para agradecer tudo o que ele tem feito e fará pelo neném: você mesma! Afinal, ninguém faz bem para outra pessoa, se não estiver bem consigo mesma (imagina cuidar de uma criança).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s